Boas recordações de uma honrada profissão

Essa foto tirada pela repórter fotográfica Larissa Urbina, para ilustrar uma entrevista sobre o Dia da Mulheres, captou o melhor momento da minha carreira profissional, e ficou eternizada um dos melhores períodos da minha vida.

Eu estava trabalhando na 2ª Companhia do 1º Batalhão de Polícia Militar e faltava três meses para completar trinta anos de serviço, quando fui convidada pelo Sr. Rafael, reporte do Jornal Gazeta de Santo Amaro para uma entrevista acerca do dia das mulheres.

Relutei no inicio, mas após incentivos dos meus amigos de trabalho fui. Hoje agradeço os meus amigos pelo incentivo, pois tal entrevista me trás lembranças que são muito cara.

Cópia jornal Sargento Janethe

Meses antes desta entrevista, havia passado por problemas de saúde, e fique afastada do serviço por um curto período de tempo e, quando retornei, recebi a noticia de que havia sido transferida.

Recepção na cia sargento janetheEssa transferência me deixou muito triste, mas a recepção calorosa dos policiais que trabalhavam na administração da 2ª Cia do Primeiro Batalhão me trouxe tanta alegria, que superou a tristeza e frustração decorrente da transferência inesperada.

Hoje sinto orgulho de ter pertencido a 2º Companhia do 1º Batalhão, e por ter sido comandada pelo então Tenente Crispim, e pelo Sargenteante da companhia, Sargento Lourenço, pessoas de visão, que se preocupavam com o bem-estar dos profissionais, promoveram o resgate da auto estima dos policiais que laboravam à época em bairros carentes e souberam aproximar a comunidade do Parque Santo Antonio e Vaz de Lima da Polícia Militar.

O sorriso da foto esconde o cansaço decorrente de alguns eventos da Companhia que estavam em curso, sem contar que, a época, a sede da Companhia passava por reforma.

Como profissional da área de segurança, trabalhei em diversos setores como Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM), Bombeiros, Serviço Reservado e Relações Públicas, mas a satisfação maior se deu neste período de dois anos trabalhando na 2ª Companhia.

Dia da festa julinaEm seis meses trabalhando na administração da Companhia conseguimos implantar uma cozinha decente para a refeição dos policiais, um alojamento digno, instalar Wi-Fi, fazer uma visita ao Zoológico de São Paulo com os filhos dos Policiais, realizar uma festa Julina para os Policiais e os vizinhos da Companhia e realizar uma grande Festa do dia das Crianças na comunidade Vaz de Lima com a Paróquia Nossa Senhora das Graças, na figura do Pe. Nelson.festa das crianças janethe

Nem tudo foi flores, perdemos um grande companheiro e profissional, o Cabo PM Taiacole, assassinado covardemente quando saia com o filho para ir pescar. A dor da perda foi imensa, sem falar da pressão ao preparar o funeral de um irmão e amigo que todos os dias nos acompanhava no café da manhã.

As perguntas feita Sr. Rafael acabou por deixar registrado muitos eventos que, ao olhar para o recorte do jornal, vem a tona várias emoções. A lembrança do incentivo do meu irmão para entrar na polícia militar. A lembrança de quando criança admirando uma dupla de policiais militares segurando um cachorro. A alegria e dificuldades inerentes a ser mãe e esposa. A primeira ocorrência de gravidade atendida através do 190, etc.

Não posso esquecer do meu amigo e parceiro Cabo PM Valente, que sempre se dispôs ajudar o próximo. Trabalhar com esse guerreiro compartilhando sonhos e desafios em pró do bem comum deixou marcas boas na minha carreira profissional.Janethe e Valente

Alimentada por esses lembranças maravilhosas, tenho sonhos e esperança em um futuro promissor alicerçado em trabalho e amizade, e não posso deixar de te convidar: vem comigo.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *